Powered by Blogger.
RSS

Amor guerrilheiro

Paolo Troilo

Se houver guerra eu vou aí correndo
Me espera, e vai no movimento
E não esquece
Acaso sinta dor
Lembre do perfume
Daquela nossa flor
Logo passa todo sofrimento
Daqui um cadin eu te esquento
Foge da hostil viatura 
Meu amor por ti não nego
Nem sob tortura

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

8 comments:

claudia cavalcanti said...

Diego, GENIAL, ainda não tinha aqui no blog um poema sonorizado assim, ficou lindo! O texto também tem tudo a ver com os dias de hoje no país,adorei, bjs

claudiane Ferreira de Souza da Silva said...


Um amor tão forte, que nem mesmo sob tortura é negado .
Diego, gosto muito do seu estilo poético.
Em tempo: Por favor amigo, mande-me uma muda desta sua rosa e se puder me empreste por alguns dias sua voz. KKKK

Fabiana Zanol said...

Chorei...eu senti tudo isso. E vc conseguiu expressar maravilhosamente bem. Te amo amigo! Hot girl.

Cris Campos said...

Diegooooooo! Vc me arrepiou de novo! Tanto dito em tão poucas linhas! Se houver, corro contigo meu amigo, e fico no movimento sentindo o perfume da flor! Nossa meu querido, nem sei expressar como gostei desse poema, da tua interpretação e da música! lindo demais!!! Gr. Bj.!

Diego D' Avila said...

Muito obrigado aos comentários incentivadores Cláudia, Claudiane e Cris. E a presença de Fabiana, grande amiga que presenciou uma parte da criação disto ah, adorei o lembrete da "hot girl", rs. Abraços meus amigos.

Isa E. said...

Simplesmente maravilhoso, Diego!
"Acaso sinta dor, lembre do perfume daquela nossa flor"
É assim mesmo, dessa maneira, que conseguimos fazer a vida ser bonita, apesar de tudo.


Gilberto de Almeida said...

Clima dramático impressionante: texto, declamação e música! Demais!!!

Diego D' Avila said...

Obrigado Isa e Gilberto!

Post a Comment

Publicações populares