Powered by Blogger.
RSS

BROTOS DE OUTONO







BROTOS DE OUTONO

Há muito que tenho uma Violeta,
e há muito que ela não dá Flor,
recentemente trouxe outras duas,
pra ver se ela se desabroche,
mas as outras duas ficaram sem flor.

É assim mesmo, quando se esta triste,
parece que nada persiste,
e as minhas Violetas, como eu
estão do mesmo modo a sentir – se.

Mas todo os dias com elas eu converso,
coisas banais, coisas normais,
não falo de tristeza, prefiro dizer sutileza,
e nisso eu sinto o vigor delas com firmeza,
e elas estão ficando, mesmo sem flor,
com muita beleza.

Mas eis que ontem, para minha surpresa,
a minha mais antiga Violeta,
esta brotando flores Lilas,
justo o Lilas, a cor que tanto me apraz,
a cor da minha Alma, que me acalma,
e que agora a minha antiga Violeta,
de repente a sua Flor me traz.

Ah, esse ser magico que é a Violeta,
que nem sei se é a época ,
mas tá trazendo esses Brotos de Outono,
pode ser por causa de meu Estado de Espirito,
agora já estou um pouco menos triste.

Porque afinal maturei, que tudo que passou,
parece que foi uma provação,
pra superar a muita provocação,
a muita dissimulação,
essas coisas que a vida as vezes nos prega,
mas que apesar de tudo,
não me arrependo de minha entrega.

Agora o que importa são os Broto de Outono,
da minha Querida Violeta Lilas,
que esta tal qual eu, com o Estado de Espirito,
começado ficar em Paz.

Marco Aurelio Tisi
( 01/04/2013 )

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

3 comments:

Dulce Morais said...

Marco,
As flores têm os seus ciclos, como as estações vão e vêm, e nós, pobres humanos, podemos apenas acompanhar-lhes o ritmo. Mas elas, por vezes, sabem reflectir-nos...
Muito belo!

=> Crazy 40 Blog
=> Pense fora da caixa
=> Tubo de Ensaio
=> MeNiNoSeMJuIz®

Cris Campos said...

Marco,

Ah como é angustiante as vezes esperarmos uma flor, mas quando a vida, de repente, nos oferece a tão esperada flor, nossa alma sorri baixinho e em paz. Belíssimo o poema! Gr. Bj.!

Isa Lisboa said...

As flores renovam-se, renascem, assim como todo a nossa vida... Gostei do seu poema, parabéns!

beijo

Isa Lisboa
=> Instantâneos a preto e branco
=> Os dias em que olho o Mundo
=> Pense fora da caixa
=> Tubo de ensaio

Post a Comment

Publicações populares