Powered by Blogger.
RSS

É que eu deixei você me amar





Ei, só vim aqui pra te dizer que eu deixei você me amar

Bem, até mal te quero assim, tão só meu, tão louco a dar

Beijinhos que recebo a fim de te apertar e não soltar

Cansado de te ver partir, já to cansado de seus "agas"

Peço, quando estiver aqui, seja preciso em me amar

Agora, aguenta coração

 Eu to no trem pra BH


  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

8 comments:

danka maia said...

Tocante!Parabéns!

Dulce Morais said...

Muito belo, Diego!
Muitos parabéns pela sua primeira publicação!
Seja muito bem-vindo!
=> Crazy 40 Blog
=> Pense fora da caixa
=> Tubo de Ensaio
=> MeNiNoSeMJuIz®

Isa Lisboa said...

Parabéns pela sua primeira publicação, Diego!
Há uma grande parte de nós que tem que deixar que nos amem...!

Abraço

Isa Lisboa
=> Instantâneos a preto e branco
=> Os dias em que olho o Mundo
=> Pense fora da caixa
=> Tubo de ensaio

Nádia Santos said...

Amei, lindo!
=> Gritos da alma
=> Meus contos
=> Só quadras

Cris Campos said...

Diego,

Muito bom te ler e ouvir por aqui também! O melhor caminho é sem dúvida nos deixarmos amar e ser amados. Gostei meu amigo! Gr. Bj.!

eder ribeiro said...

Singela e tocante poesia. Parabéns, Diego.

claudia cavalcanti said...

Gostei muito,o som da melodia vai nos chamando para cantar junto e a letra tem muita ternura. Parabéns Eder Ribeiro por esta primeira postagem,bjs

Diego D' Avila said...

Obrigado pelos comentários de todos. Dulce e Isa me incentivando a todo instante. As novas amizades Danka, Nadia, Éder e Cláudia (que me trocou sem querer com o Eder, mas sem problemas, o que vale é a intenção, rsrs) e a presença sempre contagiante da amiga Cris.

Post a Comment

Publicações populares