Powered by Blogger.
RSS

NOITE VAZIA, PRESENÇA CONSTANTE





A noite vazia sem brotar esperança,
numa perdição sem nada ter feito,
arrasto-me em torturante agonia,
vendo a luz da lua em raios desfeitos.



O dia sem valores aponta.
Uma réstia de sonolência me apodera.
Prossigo em meditações vagantes.
Toco, remexo meu ser em desalinho.



Vou arrancar o aloquete desse baú.
Revirar mexer procurar em suas profundezas,
um rasgo de papel, um resto de teu cheiro.
ao anotar em letras chorosas pingadas.


“Te amo, te gosto, voltarei”.


Uma respiração ofegante me fez despertar;
Estava sonhando em negativas lembranças.
Mas seu corpo presente me acolhia!


Santo Deus! Um anjo ao meu lado dormia.


Sorri em meus lábios em sussurros.
Beijei o ar envoltório.
Suguei seu gosto, absorvi seu cheiro.
E voltei me acolher... 
No calor que somente você me faz receber



“Mendigo sim! Na caridade de seu amor”



mochiaro

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

5 comments:

Dulce Morais said...

Mochiaro,
Muitos parabéns pela sua primeira publicação!
Seja muito bem-vindo neste espaço!

=> Crazy 40 Blog
=> Pense fora da caixa
=> Tubo de Ensaio
=> MeNiNoSeMJuIz®

mochiaro said...

Dulce

Agradeço os seus parabéns e me sinto grato por participar desse espaço literário.

Isa Lisboa said...

Mochiaro, parabéns pela sua primeira publicação! Aguardamos as próximas!
Abraço

Isa Lisboa
=> Instantâneos a preto e branco
=> Os dias em que olho o Mundo
=> Pense fora da caixa
=> Tubo de ensaio

mochiaro said...

IZA LISBOA OBRIGADO POR SUA VISITA A TÃO HUMILDE APRESENTAÇÃO.
UM ABRAÇO
MOCHIARO

claudia cavalcanti said...

Mochiaro parabéns por esta primeira publicação. Adorei também o Chora Madrugada mas o espaço de postagem para comentários está com problemas por lá.Bjs

Post a Comment

Publicações populares