Powered by Blogger.
RSS

PERTURBE-SE! com Danka Maia





Perturbe-se!

Não me chame ao mero acaso, não debulhe em mim o sono leve do teu desespero quando os teus lençóis estiverem frios e vazios quanto a tua alma.
Não me procure quando teus olhos decidirem derramar lágrimas que apenas, tão somente lhe conduzirá a glorificação do nada e ao trono da loucura.
Não me implore servidão, quando por diversas vezes ao te visitar, o mundo foi somente o tapete do quanto eu te serviria.
Não se lembre de mim, porque o tempo já passou e no mar do esquecimento por mim foste jogado.
E sim, repito sim, te direi “nãos” se pudores, medos ou adjacentes.
Correrá arrogância na minha saliva, empáfia nos fonemas das minhas palavras ,e dos meus olhos crueldade será lançada como água numa fonte revigorante, quando o mundo me julgar dizendo o quanto fui talhante contigo, simplesmente me resumirei a responder:
Perturbe-se!
Porque foi este o destino que imputou a mim em sua história.

Danka Maia

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

3 comments:

Dulce Morais said...

Excelente!

=> Crazy 40 Blog
=> Pense fora da caixa
=> Tubo de Ensaio
=> MeNiNoSeMJuIz®

poetisa said...

Se eu pudesse continuar suas lindas palavras, diria:
Não me tomes por cimento para lhe tapar os buracos que lhe deixaram...

claudia cavalcanti said...

Fiquei perturbada Danka, sempre causas um forte efeito,bjs

Post a Comment

Publicações populares