Powered by Blogger.
RSS

Reinventar o mar...

Vou reinventar um mar
onde o meu barco
levado pelo vento
sem rumo e sem destino
dance nas ondas
intemporais do tempo...

Onde o crepúsculo
naufrague nas águas salgadas
do meu rosto
onde o nascer do Sol
aqueça o mar
que me gela a alma..

Um
mar onde o pôr do Sol
incandescente
ilumine o caminho
o rumo
o sonho e o destino...

Manuel Marques (Arroz)

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

4 comments:

Dulce Morais said...

Uma bela invenção, este mar, Manuel.
Parece um sonho e nos faz viajar em versos...
Parabéns!

=> Crazy 40 Blog
=> Pense fora da caixa
=> Tubo de Ensaio
=> MeNiNoSeMJuIz®

Diego D' Avila said...

Escolheu muito bem a imagem que não tem um mar convencional, combinou com a reinvenção do mar. Poema bacana. Parabéns.

claudia cavalcanti said...

Um mar de nuvens onde você se pôs a sonhar, bonito Manuel,bjs

Eva said...

Parabéns Manuel, você disse tudo da vontade que temos de aproximar calor ao mar, tão bonito, mas perigoso e frio prá mim. Eu amei a tua poesia! Reinventando o mar, quem sabe um olhar mais ameno sobre todas as coisas, senti assim.
abraço e uma boa semana!

Post a Comment

Publicações populares