Powered by Blogger.
RSS

AQUELE ÚLTIMO MINUTO por Danka Maia




Visto que ninguém sabe quando se dará…

Aquele tal minuto que todo ser humano prolonga de tanto pensar.

Aquele tal mistério que não se quer viver,a não ser,
 que por descrer,a alma pereça.

Fico burilando o que a menina pensou quando atravessou a rua, sem saber que no minuto seguinte seu destino havia seguido para outra dimensão.

Ou o que aquela mulher que maquinou como castigaria o filho antes de ser atravessada pelo inesperado.

O que intenta o pensamento de bebê que no colo da mãe chora apenas por mais um gole do leite de seu afago, mas no milésimo seguinte,não precisa dele.Já foi.

Aquele último instante é mágico, tenso e certo.

É aquele último minuto.

É aquele último minuto?

É aquele último minuto!

Sim,agora não é mais.

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

9 comments:

Dulce Morais said...

Danka, tive um gesto ao ler as últimas palavras do seu conto: como quem quer apanhar aquele minuto que foge... ele escapou-me, mas não foi o caso da beleza do seu poema!
Parabéns!

=> Crazy 40 Blog
=> Pense fora da caixa
=> Tubo de Ensaio
=> MeNiNoSeMJuIz®

danka maia said...

Obrigada e beijocas!

Rosa Mattos said...

Dramático e bem pontuado, Danka. Tens uma habilidade com os vocábulos, cativante.

bjs

danka maia said...

Iso fica feliz em agradar Rosa Mattos! Beijocas!

danka maia said...
This comment has been removed by the author.
Carlos Moraes said...

perfeito... os minutos que passam recriam o mesmo tempo, esse é o paradoxo que os eternizam... bjs

danka maia said...

Obrigada Carlos!

Claudiane Ferreira de Souza da Silva said...

Acredito que mágico, tenso e certo também foi o momento que fui retirada do útero materno. O que estava eu a pensar um minuto antes...?

danka maia said...

Boa amiga!Obrigada, me deste uma deixa para o próximo! rsrsrs E em sua homenagem!

Post a Comment

Publicações populares