Powered by Blogger.
RSS

BANDO DE MARITACAS



BANDO DE MARITACAS

" elas estão aqui sobrevoando a cidade,
acho bonito, mas sei também
que é bem triste,
elas não são daqui,
já não tem mais procedência,
na realidade não há onde ter permanência,
aqui nesta cidade não tem milharal,
a cultura aqui é absurda,
é monocultura, não tem rotatividade,
é uma total incapacidade,
mas mesmo assim, perdidas,
as Maritacas sobrevoam a cidade,
talvez em busca de uma identidade,
já que agora, fora de seu habitat,
são animais refugiados,
do Cerrado que esta castigado,
pela mazela do lucro a qualquer preço,
fruto do total menosprezo,
pela fauna e flora da região,
que, infelizmente, segue em total extinção,
pobre Maritacas que sobrevoam a cidade,
no seu barulho bonito,
mas que não sei se para Elas, agora,
é um grito de Lamento,
de quem esta proscrito. "

Marco Aurelio Tisi

( 20;07;2013 )


  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

3 comments:

Diego D' Avila said...

Que poema lindo Marco. Infelizmente muito animais como as Maritacas ficaram sem rumo mediante ao crescimento exacerbado das cidades. São objetos de lucro também, dentro deste sistema nojento em que vivemos, o capitalista, tudo é possível. Exceto este olhar para a natureza. Achei muito bonito mesmo e vou lembrar de seus versos quando novamente eu ver maritacas. Abraços.

Dulce Morais said...

Marco,
Graças a este lindo poema, descubro estas aves que aqui não passeiam. Há na urbanização, na uniformização das culturas, o desprezo do equilíbrio que faz a beleza da Natureza. É pena que certas espécies sofram pela nossa mão...
Parabéns pela sensibilidade.
Abraço!

Claudiane Ferreira de Souza da Silva said...

"...pobre Maritacas que sobrevoam a cidade, no seu barulho bonito, mas que não sei se para Elas, agora, é um grito de Lamento, de quem esta proscrito. "

Um lamento sentido por elas e por todos que lutam em deixar um mundo melhor.

Post a Comment

Publicações populares