Powered by Blogger.
RSS

Chuva

 
 
O vento acariciando meu pescoço,

Sopro úmido na pele,

Percebo que o céu escurece,

Percebo que o ar se tornou gota,

Caindo sobre todos,

Desenhando riscos no céu,

Acompanhados de fortes sons,

A chuva que cai,

Contando seu segredo,

Trazendo o renovo da terra,

Fecho os olhos e ouço seu som,

Som da natureza,

Música divina...
 
 
 




  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

4 comments:

Fred Caju said...

Muito bom e olhe que você nem tocou no meu ponto favorito: o cheiro da chuva.

Dulce Morais said...

Kizy!
Tão belo esse seu poema! Há magia em cada gota...
perdão: em cada palavra!
Abraço!

Claudiane Ferreira de Souza da Silva said...

Kézia,

Viajei com as palavras dos seus versos e acabei por ouvir a chuva tamborilando no telhado da casa do meu avô. Mil recordações vivi.

Bjs.

Gilberto de Almeida said...

Estou gostando de ver, Kizy. Uma poesia de harmonia, que fala sobre a verdade, a inverdade, a doação, conversa com o futuro e, agora, contempla a natureza. É uma poesia para lá da matéria, lugar excelente para encontrar o coração do poeta!

Post a Comment

Publicações populares