Powered by Blogger.
RSS

Dual

Foto da web

Serás a última peça do puzzle
Há tanto tempo por terminar;
Ou serás antes a primeira
Daquele que ainda não comecei?

Qual das faces da lua
Me mostras?
Não te reconheço nem
Quarto-minguante
Nem crescente.
Serás talvez lua cheia
E eu lua nova.

Serás meu Yin
Ou meu Yang?
Saberás que é dos dois

Que preciso...?

Isa Lisboa

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

8 comments:

Maria Ivoneide Juvino de Melo said...

Um ode à musa..a lua que nasce para encantar e fascinar a quem ela apreciar com olhos poéticos d'alma, PARABÉNS !
Linda e atraente postagem, a qual agradeço, poetisa Isa Lisboa, reverencio seu talento !
boa noite !

Carlos Moraes said...

o todo maior que as partes juntas... as partes independem do todo... e uma só poesia... linda... bjs

Cris Campos said...

Isa,

Teu poema nos leva a degustar todas as faces dela que tanto gritam o que nos vai por dentro. Muito belo! Gr. Bj.!

Claudiane Ferreira de Souza da Silva said...

Um poema que nos instiga a olhar e sentir a beleza e a força da totalidade.
Bjs no seu coração.

claudia cavalcanti said...

Muito criativo este teu jogo poético com a lua, bjs

Isa Lisboa said...

Obrigada a todos por me lerem! :)
Beijos

Dulce Morais said...

Isa,
Na dualidade se encontra o todo...
Em cada verso se vê algo escondido para logo perdê-lo no seguinte...
Muito criativo e extremamente belo!
Parabéns!

=> Crazy 40 Blog
=> Pense fora da caixa
=> Tubo de Ensaio
=> MeNiNoSeMJuIz®

Marcos Barbosa said...

Maravilhoso!

Post a Comment

Publicações populares