Powered by Blogger.
RSS

Espaço Sideral.

Ausente
olho o universo
nada vejo.

Sinto um vazio
fecho os olhos
imagino
teu corpo esbelto
envolto numa áurea
luminosa.

Flutuas no espaço
que me limita
circunda
e controla.

Grito a tua ausência...
Não te vejo
não te sinto
espaço sideral
universo vazio
vácuo total...

Manuel Marques (Arroz)

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

2 comments:

Isa Lisboa said...

Existem ausências enormes, mesmo!

Um abraço!

Isa Lisboa
=> Instantâneos a preto e branco
=> Os dias em que olho o Mundo
=> Pense fora da caixa
=> Tubo de ensaio

Dulce Morais said...

Manuel,
Há o peso da ausência e a ligeireza dos versos que a dizem...
O teu poema é belíssimo!
Bjos!

=> Crazy 40 Blog
=> Pense fora da caixa
=> Tubo de Ensaio
=> MeNiNoSeMJuIz®

Post a Comment

Publicações populares