Powered by Blogger.
RSS

Impulsos

pintura de Vladimir Volegov




Hoje decidi deslizar como uma sereia
Pelas espumas dos acontecimentos,
Colocar num barquinho meus medos
E deixar que as corredeiras os levem

Abrirei as comportas dos sentimentos
Represados por riachos de precaução
Sufocados em extensos receios vãos 
E por tudo mais que achei importante

Esse rio de ajuizamento me escondeu
Gastou meu querer  e quase me secou
Por pouco não me tornei um advérbio
Nunca! Jamais! Eu vivia de negações

Resolvi escorregar em queda-d’água
E nadar a favor e contra as correntes
O que poderá ser pior que não viver?
Viajarei assim e me encharcarei toda

Ao menos hoje... Amanhã, já não sei


Rosa Mattos
blog Contos da Rosa

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

4 comments:

Dulce Morais said...

Muito belo e reflectivo, Rosa!
Abraço!

Carlos Moraes said...

fluída e ousada... avante!

Claudiane Ferreira de Souza da Silva said...

Resolvi escorregar em queda-d’água E nadar a favor e contra as correntes O que poderá ser pior que não viver?

Pratico sempre!
Bjs.

Isa Lisboa said...

Creio que mais vale viajar sem a certeza do destino, que ficar no mesmo lugar e lamentar mais nada conhecer...

Bjs

Isa Lisboa
=> Instantâneos a preto e branco
=> Os dias em que olho o Mundo
=> Tubo de ensaio
=> Pense fora da caixa

Post a Comment

Publicações populares