Powered by Blogger.
RSS

NÃO ACONTECIDO


NÃO ACONTECIDO

Era numa penumbra tão mágica,
que de longe se ouvi a música,
música tão dançante,
naquele salão de baile deslumbrante.

Era com você toda de vermelho,
vermelho deslumbrante,
que combinava com seu sorriso cativante,
que te tirei para não dançar
a música que tocava tão distante.

Era o baile tão esperado,
e eu estava por ti tão admitido,
crente que ali nos iriamos bailar,
sobre a luz do Luar,
as músicas que nos fariam
para sempre lembrar.

Mas esse baile imaginário,
que só podia vir de mim,
um eterno visionário,
capaz de dançar com você,
sobre o som de um canário.

Mas no fim, ti tirei para dançar,
uma valsa de Strauss,
começou com o Danúbio Azul,
depois a Arte da vida,
e então a Valsa do Delírio,
para finalizar com o Sangue Vienense,
brindando com uma champanhe parisiense.

Era um baile tão digino,
um baile tão lindo,
onde eu te tirei para não dançar,
porque esse é mais um sonho,
não acontecido,
por mais que por mim
tenha pretendido.

Mas aqui de vez em sempre,
no meu imaginário doído,
você de vermelho vestido,
danço com você no baile,
não acontecido.

M . A. Tisi
( 13/12/2012 )

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

2 comments:

Dulce Morais said...

Afinal, continuamos sempre um sonho e num passo de dança tudo se torna possível...
Gostei desta valsa!

=> Crazy 40 Blog
=> Pense fora da caixa
=> Tubo de Ensaio
=> MeNiNoSeMJuIz®

Isa Lisboa said...

Ainda que nem todos os sonhos se transformem na dança desejada, devemos sempre continuar a sonhar!

Abraço

Isa Lisboa
=> Instantâneos a preto e branco
=> Os dias em que olho o Mundo
=> Tubo de ensaio
=> Pense fora da caixa

Post a Comment

Publicações populares