Powered by Blogger.
RSS

O curtumeiro




Tal qual máquina de amaciar couros, aquele homem espalha sua eloquência, fazendo o que lhe convém, com o único propósito de destruir os argumentos alheios e com isto se enaltecer.

Em seu íntimo, sente orgulho de ser um coligidor de convicções maceradas.

Os mais suscetíveis se encantam por ele, cercando-o de todas as formas, tentando sugar sua mente. Astuto, finge que cede, dá corda e mais corda. Não são discípulos aceitáveis. Nem para isto servem, os incautos! 

Não há páreo para ele. Nesta cadeia trófica, segue, abatendo um por um. 

Ao anoitecer, antes de dormir, ora para ele mesmo, em júbilo com sua genialidade. 

Ah, tantas peles para curtir ainda, no dia seguinte!


Rosa Mattos

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

4 comments:

Gilberto de Almeida said...

Estou adorando ler o que você escreve, Rosa Mattos!

Rosa Mattos said...

Fico contente em saber, Gilberto, muito obrigada.

Então é recíproco, seus textos também me agradam.

abraços/!

mochiaro said...

Rosa
Gosto de contos. Sempre digo que são o MP3 da literatura.
Esse diálogo entre você e o Gilberto enumera qualidades.
Além de tudo CURTI... na pele o seu texto.
um abraço
mochiaro/rio de janeiro

Dulce Morais said...

Interessante personagem, Rosa!
Gosto deste estilo: curto, rapido, direto... Excelente!
Parabéns!

=> Crazy 40 Blog
=> Pense fora da caixa
=> Tubo de Ensaio
=> MeNiNoSeMJuIz®

Post a Comment

Publicações populares