Powered by Blogger.
RSS

O ego e o nada

















O ego encontrou o outro
tão menor e tão menos,
pelo menos,
que o ego se engrandeceu.

E o ego encontrou as coisas todas
e as pôs num cesto de vime
e o ego se engrandeceu.

E o ego encontrou a vida
que passava por ele
que passava por ela
e o ego se engrandeceu.

E quando enorme estava
o ego procurou lá dentro
de si mesmo...

E o ego encontrou o nada -
que era muito maior que ele! -
e o ego se empequeneceu.

E se empequeneceu,
empequeneceu,
pequeno,
seu,
eu
.
.
.

Gilberto de Almeida
29/07/2013


  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

10 comments:

Dulce Morais said...

Gilberto,
É poesia, da bela, da sentida, da reflectida...
É pensamento, do intenso, do útil, do sensato...
É uma maravilha de ler e é o seu talento incomparável!
Muito, muito bom!

Gilberto de Almeida said...

Dulce, obrigado. Mas não fala assim, que o ego se engrandece. E isso é um perigo... ;)

Claudiane Ferreira de Souza da Silva said...

Se todos procurasse pelo menos uma vez por semana fazer esta viagem para dentro de si...

Seu poema é demaaaaaaaaaaaaaaaaaiiiiiiiiisssssssss!

Bjs no seu coração!
E se empequeneceu, empequeneceu, pequeno, seu, eu . . . -

Gilberto de Almeida said...

Nossa! Obrigado, Claudiane! Fico feliz por você ter gostado. Mais feliz ainda pelo entusiasmo sincero que você demonstra! Deus abençoe a bondade dos amigos! :D

Carlos Moraes said...

Gilberto, como sempre sua poesia é maior que o seu, o meu, o nosso ego... esta é a essência da arte... abs

Gilberto de Almeida said...

Obrigado, Carlos, pela generosidade! Que a poesia continue sendo grande e os egos pequenos. Muito boa essa proporcionalidade! ;)

Claudiane Ferreira de Souza da Silva said...

MEUS CAROS, SÁBIAS pALAVRAS.

Isa Lisboa said...

Gilberto, excelente este seu poema! O ego é algo que se pode mimar um pouco apenas, nunca deixar crescer até se agigantar! Quando isso acontece, o mal é apenas para nós!

Um abraço

Isa Lisboa
=> Instantâneos a preto e branco
=> Os dias em que olho o Mundo
=> Tubo de ensaio
=> Pense fora da caixa

Gilberto de Almeida said...

Obrigado, Isa! Isso mesmo: sem afagos exagerados em nossos próprios egos!

Um abraço!

Gilberto de Almeida said...

Valeu, Claudiane!

Post a Comment

Publicações populares