Powered by Blogger.
RSS

Poema sem Nome


Imagem: Dulce Morais

Poema sem Nome

Perguntei ao Céu
A razão da tua ausência.
Das estrelas que brilhavam
Nenhuma resposta me chegou.
Apenas vi o teu olhar brilhar
E um sorriso para me beijar.
Perguntei ao vento...
Isso lhe inspira?
Com certeza querida fada
Inspira-me teus olhos
Teus sorrisos amanhecidos
Tua sobrancelha alinhada
E os teus sonhos escondidos!
E fico a suspirar
A divina inspiração
Muitas vezes perco o ar
Em outras a direção!
Mas explicar a ausência dele?
É muito que me pede
Pois fico a flor da pele
Com a inspiração
Que me concede
E como sou o vento
Acaricio teu pescoço
Ao ver teu sentimento
Borbulhar assim exposto...
E se rende assim jogada
Quase tão desfalecida
Quando por ele é beijada
E por um beijo é vencida...

Dulce Morais & Osny Alves

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

8 comments:

Dulce Morais said...

Osny,
Foi um bonito desafio e um imenso prazer escrever consigo!
Obrigada pelo impulso e por cada verso partilhado!

=> Crazy 40 Blog
=> Pense fora da caixa
=> Tubo de Ensaio
=> MeNiNoSeMJuIz®

Osny de Souza Alves said...

Querida amiga Dulce, foi um imenso prazer dividir o espaço de uma folha e alguns versos com você, espero poder participar em outras ocasiões do mesmo feito! Ficou meigo e divino! Parabéns...

Isa Lisboa said...

Parabéns a ambos por este poema sem nome, mas com muito sentimento!

Bjs

Isa Lisboa
=> Instantâneos a preto e branco
=> Os dias em que olho o Mundo
=> Tubo de ensaio
=> Pense fora da caixa

Maria Ivoneide Juvino de Melo said...

Parabéns querida Dulce pelo carinho da partilha de uma poesia romântica permeada de ternura e a paixão à flor da pele..fascinantes versos que muito me cativaram e aplaudo demoradamente este belo poema, obrigada !

Claudiane Ferreira de Souza da Silva said...

Não muito a falar só imaginar...

Parabéns!

Por hora, a explicação sobre a ausência, nunca será sentida concretamente.
Bjs no coração de vocês.

JG Costa said...

Belíssima parceria! Parabéns! Abraços!

Patrick Pinheiro said...

Lindo! lindo! lindo de verdade! que emoção boa de ler um bom poema e se identificar com cada verso! >.<

manuel marques Arroz said...

lindo.

Post a Comment

Publicações populares