Powered by Blogger.
RSS

Saudades de Ti



As saudades são como pétalas de flores que voam ao vento.
Vejo-as voar e com os olhos fechados beijo-as,
Na esperança de que o vento leve estes beijos para ti.
A brisa provoca-me um arrepio e eu lembro-me da nossa primeira vez…
A primeira vez que nos beijámos, nos tocámos,
A primeira vez que nos amámos,
Meu Deus quanta saudade de ti…
Saudades do teu corpo,
Da tua doçura,
Do teu fogo,
Da tua candura,
Saudades de ti no Todo.
E o que é o Todo?
O Todo é o Universo,
O Universo é algo intocável com mistérios sem fim,
E o Universo és tu para mim.
 
 
Cris Henriques
 
 
Poema extraído do meu livro: O Que O Meu Coração Diz
 
 
Os meus Blogs:
 
 


  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

13 comments:

Dulce Morais said...

Saudade do tamanho do Universo para esta tua primeira participação, Cris!
Parabéns!

Cris Henriques said...

Obrigada, Dulce!
Este faz parte do livro. :)

manuel marques Arroz said...

Só por amor se vive assim. Lindo.

Beijo.

Cris Henriques said...

Olá Manuel.

Obrigada!
Beijinhos

Carlos Moraes said...

saudades é talvez o único sentimento que só aumenta... bjs

Isa Lisboa said...

Saudade é memória de um momento bom... Momento bom foi também ler o seu poema! Parabéns pela sua primeira participação, Cris!
Bjs

Isa Lisboa
=> Instantâneos a preto e branco
=> Os dias em que olho o Mundo
=> Pense fora da caixa
=> Tubo de ensaio

Claudiane Ferreira de Souza da Silva said...

Saudade, até o pronunciar desta palavra me leva a um estado de desequilíbrio momentâneo.

"Saudades de ti no todo" É um verso mágico.

Beijos no seu coração.

Cris Campos said...

Quando a gente ama o universo parece pouco... Lindo Cris! Bjo!

Cris Henriques said...

Olá Carlos Moraes.

O amor é tudo quanto é tudo quanto existe.

Obrigada.

Beijos

Cris Henriques said...

Olá Isa Lisboa!

Obrigada pelas palavras.

Beijos

Cris Henriques said...

Olá Claudiane Ferreira de Souza da Silva.

Obrigada pelo carinho.

Beijos

Cris Henriques said...

Olá Cris Campos!

Muito obrigada.

Beijos

Diego D' Avila said...

Poxa Cris, que bom te ver por aqui também. Seja muitíssimo bem-vinda e que belo poema. Merecia mesmo estar num livro. Abração!

Post a Comment

Publicações populares