Powered by Blogger.
RSS

Sob os lençóis

Tenha pudores
Acalme os ânimos
Nesta esfriada noite.
Venha calada e benta
Que te espero nu
Sob as cobertas amarrotadas.
E ao deitar
E ao olhar,
Suspiros,
Largados gemidos.
Perdição de sucumbir.

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

4 comments:

Claudiane Ferreira de Souza da Silva said...

Paulo Rás, gostei muito da ilustração e da forma que foi construída a poesia.

Venha calada e benta
muito reflexivo esse verso

Abraço.

JG Costa said...

Único, meu amigo! Abraços!

Isa Lisboa said...

Momentos em que nada é preciso dizer... O amor fala por nós!

Abraço

Isa Lisboa
=> Instantâneos a preto e branco
=> Os dias em que olho o Mundo
=> Tubo de ensaio
=> Pense fora da caixa

Dulce Morais said...

Muito "intimo" e intenso, Paulo!
Gostei!

=> Crazy 40 Blog
=> Pense fora da caixa
=> Tubo de Ensaio
=> MeNiNoSeMJuIz®

Post a Comment

Publicações populares