Powered by Blogger.
RSS

Uma tela... agora realizada

Em uma tela,



Uma tela jogada empoeirada,
num sopro gigante de um pintor,
ecoou em ventos abrindo em claridade.

Uma tela vazia.
Propõe-se, oferecida a ser marcada,
em riscos, borrão seja lá;
todo um pensamento passante,
por uma mente em loucuras.

Uma tela se inicia;
ao retratar que em si se desdobra.

Nos primeiros traços,
esse ser angustiado busca por resultados.

Uma tela agora... realizada.


Em riscos sem definição para leigos.
Em riscos sem definição para entendidos.

Mas em mim, riscos é presença.
Pois nos cruzamentos das linhas,
você em definição se compõe.

mochiaro/rio de janeiro


  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

4 comments:

Rosa Mattos said...

Para o artista, a tela em branco pode ser o receptáculo de sua alma.

Mochiaro, sabe que tenho um miniconto que fala sobre algo parecido. Qualquer hora publico aqui.

Gostei demais! O título inicia o que se encerra.
Muito bom! Parabéns!

abraços

mochiaro said...

Obrigado Rosa
Será muito bom ler seu conto nesse casamento literário e poder comentar com prazer.

Dulce Morais said...

Na realização da tela, há agora o encanto das palavras. Nos versos o ritmo do pincel que se aventura a derramar sobre o branco a cor da poesia...
Muito belo, Mochiaro!

http://tubodeensaio-laboratorio.blogspot.pt/2013/07/uma-tela-agora-realizada.html

Cris Campos said...

Mochiaro,

A imagem que identifiquei na tela é muito linda! Bom, adoro arte e seja lá qual for a maneira como ela se externa, acho lindo demais! Pintura então é tudo de bom! Para mim ficaram perfeitos! A tela e o poema. Gr. Bj.!

Post a Comment

Publicações populares