Powered by Blogger.
RSS

É possível acabar com a corrupção?

Trago aos amigos uma reflexão formulada em 2011, que trata de um assunto que não tem fronteiras.
JGCosta





Desde que o mundo é mundo a corrupção dele faz parte. Se usarmos a inspiração descrita no Gênesis se observará ali seu primeiro sinal, quando a simbólica serpente ardilosamente corrompe o homem.
A corrupção nada mais é, a meu ver, que o desejo embutido no ser de se utilizar de atitudes que vão contra a moral e os bons costumes, tirando proveito de uma situação. Assim sendo ela definitivamente poderá ser diagnosticada em todas as passagens históricas importantes da humanidade, da qual nem o Bom Jesus escapou.
Mas será então, que algo que de certa forma está na essência da formação de muitos seres, pode um dia deixar de existir?
É uma resposta difícil de deduzir, mas façamos uma comparação.
Tendo em mente que a corrupção surge na mesma proporção que a justiça, imagine o mundo qual uma gigantesca árvore que acabou de nascer.
Essa árvore cresce e ao mesmo tempo em que dá frutos incomparáveis na sua beleza e sabor, gera outros sem nenhum atrativo e que certamente virarão simples adubo, e ainda todos esses frutos têm o mesmo tempo de vida antes de tombarem ao solo.
Agora acrescente uma regra: todo fruto bom que tocar um fruto ruim, o transformará num fruto bom, caso a maioria deles seja dessa natureza. E, obviamente, o contrário também se aplica a essa regra.
A pergunta a ser respondida é essa: quanto tempo os frutos bons levarão para converter os frutos ruins em seus iguais, ou vice-versa?
A resposta é simples: sem a interferência do agricultor isso é impossível, pois somente ele pode ir podando os frutos que não lhe interessam, para que estes não contaminem os demais.
Para a corrupção é a mesma coisa, ou seja, um grupo muitas vezes majoritário busca corromper enquanto outro grupo o combate. Em cada uma das eras do nosso mundo um desses grupos foi maior, mas nunca o suficiente para dominar o outro, mesmo se utilizando de métodos inomináveis.
Em suma, na minha visão, somente quando O Criador Interferir é que finalmente uma só classe existirá no mundo e creio eu saber exatamente qual será esse grupo.
Enquanto isso não ocorrer, a eterna luta entre a corrupção - que visa o amor próprio - e a justiça - que deseja o bem comum - continuará existindo.

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

3 comments:

Gilberto de Almeida said...

Amigo JG Costa. Alegra-me a alma ver que pessoas como você fazem esse tipo de reflexão. É isso que gera o movimento do mundo... A reflexão, o pensamento... Do reto pensar, brota o reto agir! :D

Isa Lisboa said...

"sem a interferência do agricultor isso é impossível"

Joel, há muito a dizer sobre o assunto, mas voc~e disse bastantes nesta postagem! Uma reflexão muito pertinente, parabéns!

Um abraço

Dulce Morais said...

Joel,
Uma comparação muito sensata, seguida de uma conclusão que não deixa dúvida quanto à verdade de cada argumento.
Gostei da reflexão suscitada!
Parabéns pela sensibilidade ao tratar deste assunto sensível!
Abraço!

Post a Comment

Publicações populares