Powered by Blogger.
RSS

Socorro Nas Entrelinhas


Vejo palavras perdidas
Nas telas por onde passo
Nas páginas são confundidas
Com os casos do descaso!
Pessoas arrependidas,
A chorar por sobre livros
Famílias destruídas
Sob as aparências... Escondido.
 Perplexo com seus lamentos
Que se destroem por nada
Na angustia e no sofrimento
Numa tempestade atribulada!
E fico ouvindo o choro
E gemido de quem sofre,
Os versos que cantam em coro
E a esperança então morre...
Nas entrelinhas eu leio
E meus olhos por ela eu corro
Nas poesias ou por e-mail
É o jeito dele de pedir socorro!
Em resposta então escrevo
E uma imagem de uma bela palma
E quem sabe assim eu devo...

Tranquilizar sua triste alma.

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

1 comments:

Dulce Morais said...

Que bonita forma de tranquilizar, Osny!
Um poema doce e terno. Uma carícia para a alma!
Grande abraço!

=> Crazy 40 Blog
=> Pense fora da caixa
=> Tubo de Ensaio
=> Neo Literattus
=> MeNiNoSeMJuIz®

Post a Comment

Publicações populares