Powered by Blogger.
RSS

Um clamor divino
















Resplandece em nós
um clamor divino...
Se me encontro a sós,
ouço, ao longe, o sino,

cuja mansa voz,
quando desafino,
corre a mim, veloz;
- leva a meu destino!

Mas se escuto atento
essa voz que clama
com divino acento,

sinto a ação do "Brahma":
- brando, afasta o vento;
- pleno, acende a chama...

Gilberto de Almeida
16/08/2013


  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

2 comments:

Dulce Morais said...

Gilberto,
O seu poema parece um murmúrio, uma doce oração que diz mais um sentir que palavras.
Gostei muito da sua sensibilidade.
Abraço!

=> Crazy 40 Blog
=> Pense fora da caixa
=> Tubo de Ensaio
=> Neo Literattus
=> MeNiNoSeMJuIz®

Gilberto de Almeida said...

Dulce, adorei a sua descrição deste poema. Talvez não tivesse a intenção de ser desta maneira, mas, relendo, vi que você descreveu muito bem: um murmúrio... uma oração... Obrigado por me mostrar o poema por este ângulo!

Post a Comment

Publicações populares