Powered by Blogger.
RSS

A SOMBRA DA LUZ por Danka Maia



Anita e Amália viviam numa ilha.
Sós não, tinham a vista.
Amália amava a vida.
Anita,a vida de Amália.
Amália apreciava cores e sabores,
Anita os dissabores dessa conquista.
Amália queria o céu,
Anita o véu caso ela não conseguisse.
O tempo esvaia entre elas,
Como as altas da maré,
Ora revoltas, ora de bem-me-quer,
Amália via um mundo arfante em tudo,
Anita via o mesmo mundo, mudo.
Onde Amália via coqueiros, beleza e luz.
Anita queria seus olhos, sem tentar ver a própria força que a conduz.
Anita, Amália.
Amália vivia. Anita via.
Sem entender que há segredos ,
Que só o tempo e a experiência,
Instrui, exprime,mostra, ensina.
Que na sorte da vida cada um tem seu brio,
Sua seiva, sua história e sua lida,
O que a moça não alcançava, não compreendia,
Que jamais seria a outra,
Pois para ser Amália não podia ser Anita.

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

6 comments:

lfranco said...

que lindo!!! ninguem pode viver a vida de outro beijos

Claudiane Ferreira de Souza da Silva said...

Dani , sensacional , Parabéns!

"Que na sorte da vida cada um tem seu brio,
Sua seiva, sua história e sua lida,"

danka maia said...
This comment has been removed by the author.
Jana Bragança said...

Quantas pessoas assim, se preocupando tanto com a vida dos outros, que não vê a beleza da sua, não aprecia as coisas boas e belas que se descortinam perante os olhos. Belíssimo, Dan. Inigualável como sempre.

Dulce Morais said...

Danka,
Uma história bem curta e bem longa...
Quando a vida por procuração se instala, custa ainda mais viver pelo que se é...
Adorei o seu poema!
Abraço!

danka maia said...

Muito obrigada meninas.

Post a Comment

Publicações populares