Powered by Blogger.
RSS

Consertando uma estrela.




Não me leve tão a sério,

Nem para outro lugar,

Seja leve não se leve ao pé da letra.



Leve como a brisa que voa circulando pelo quintal

Leve feito o corpo que veste a roupa  pendurada no varal

Leve somente o necessário, os dias, um pouco do tempo da vida inteira

     Deixe apenas o ponteiro do relógio invisível que aponta para noite

Consertando uma estrela.




Por Claudio Castoriadis
Imagem: fonte web


  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

5 comments:

Dulce Morais said...

Leve a pluma do poeta que tão belo texto nos oferece...
Abraço!

Gilberto de Almeida said...

Como sempre, intrigante! Vou emprestar uma frase do seu poema! :D

Claudio Castoriadis said...

Obrigado gente!leituras diferentes são bem vindas quando instigam a criatividade de nossos órgãos dos sentidos. Um forte abraço!!

Claudiane Ferreira de Souza da Silva said...

Claudio suas palavras são leves como a brisa e nos saciam.
Parabéns garoto!
Bjs no seu coração.

Kizy Lee said...

Poema com uma pitada de mistério e reflexão, sabias misturas...
Com carinho

Post a Comment

Publicações populares