Powered by Blogger.
RSS

Descanso para o cansaço



Liberdade, instauração de um ponto de vista próprio, um duplo movimento: manter e conservar, atenção que se faz encanto. Diante de todos um pouco, descanso para o cansaço, condicionar ou ser condicionado pelo espaço e pelo tempo.


Cadarço liberta um calço, calçado pela calçada- Descalço, a palavra vem de longe, desconcertante desafinando em frente uma consoante insuficiente, entre os dentes uma fala que divaga no arranha- céu da boca  edifício que se faz quando o mundo se desfaz.




Por Claudio Castoriadis 
Imagem: fonte web

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

3 comments:

Dulce Morais said...

Claudio,
O que amei foi a possibilidade de ler o seu poema ao ritmo das ondas do mar...
Além, claro, da magia de cada palavra!
Gostei muito!

Gilberto de Almeida said...
This comment has been removed by the author.
Gilberto de Almeida said...

Os teus poemas, são poemas sensoriais, meu amigo! São sempre poemas para sentir! ;) Gosto muito dessa habilidade que você tem!

Post a Comment

Publicações populares