Powered by Blogger.
RSS

Na veia!


Não se opõe o mal ao mal,
que é o que está aí!

Se a crueldade serve a morte,
não quero servir vingança,
nem sofrimento.

Quero buscar a bondade
de antigamente:
a bondade das almas inocentes,
dos tempos em que caridade não era tolice,
era virtude!

A bondade das almas abnegadas,
dos tempos em que perdoar não era "démodé",
era divino!

Eu queria poder tratar essa doença,
a crueldade,
infame e vil,
com uma aplicação maciça de bondade,
nova, cheia de energia, potente,
na veia!

E acabar de vez com essa história de existir crueldade
requintada
enquanto a bondade é servida fria,
requentada!

Gilberto de Almeida
11/09/2013



  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

2 comments:

Claudio Castoriadis said...

Um baita contra jogo de sentidos. Proporções simétricas alcançando um efeito belo!! Parabéns Gilberto.

Gilberto de Almeida said...

Obrigado, amigo Cláudio Castoriadis! :D

Post a Comment

Publicações populares