Powered by Blogger.
RSS

Chuva

Arte: Deniz Senyesil



Acordei
Barulho de chuva na janela,
Dizia-me
que mais um dia começava.
Que a noite terminara
que o sol não me esperava.
Apenas o chão escorregadio,
as nuvens pesadas.
Assim foi o dia.

Por um momento,
o sol sorriu-me,
por entre a chuva.
E mostrou-me o arco-íris.

O sol foi-se.
O arco-íris também.
Não ficou tempo suficiente,
para me deixar apanhá-lo.

Isa Lisboa

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

4 comments:

Dulce Morais said...

Pode ter fugido logo, o arco-íris, mas ficou poesia bela e sensível, e essa, podemos ainda recebê-la e aquecer-nos à sua magia...
Adoro, Isa!
Beijinhos!

Isa Lisboa said...

:) Obrigada, beijinho!

Claudiane Ferreira de Souza da Silva said...

Tanto a chuva, quanto as nuvens ,o sol e o arco-íris fizeram-se presente em seu dia.

Na minha tarde? Sua bela poesia.
Bjs

Sandro Panografia said...

Ensaiei um comentário mas confesso que às vezes a magia de uma poesia me deixa por um momento a sorrir ! Simplesmente lindo Isa ! abraços

Post a Comment

Publicações populares