Powered by Blogger.
RSS

Sem Razão de SER

Vieram de longe
Por esses caminhos revoltosos
Faces de espírito apagado
Conquistando a mais linda alegria
Infelizmente tristes e dementes...

Os cegos loucos vêm até mim
Penso por vezes porquê
Que empatia poderão por mim sentir
E o que realmente são?

Vivemos no mundo das aparências
Sem Razão de Ser

João Pedro Marques

Obra: Sem Razão de SER
           Técnica mista sobre tela
            70x90cm
Artista: João Pedro Marques

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

6 comments:

Dulce Morais said...

João,
Uma tela muito marcante e versos profundos.
Adorei esta tua primeira publicação... que tem todas as razões de ser... :)
Abraço!

Isa Lisboa said...

Infelizmente as aparências vão tomando conta das coisas... Mas ainda bem que há beleza para ver, no meio das aparências - como a tua tela e o teu poema!
Parabéns pela tua primeira publicação!

Carlos Saramago said...

Gostei (Y) (Y)

Claudiane Ferreira de Souza da Silva said...

"Os cegos loucos vem até mim..." Quem sabe não são atraídos pela luz que emana do seu ser?
João , parabéns pelas obras poéticas, seja bem vindo a essa família.

Diego D' Avila said...

Dos meus!
Tela bem impactante. As cores são quentes, apesar do breu de fundo. Isso é bem minha cara. Não entendo muito de pinturas, infelizmente, mas se quer saber eu teria uma dessas no meu quarto. Prazer poder ver sua obra de arte João! Abraços!

Claudio Castoriadis said...

Bela postagem! parabéns pela honestidade nas palavras.

Post a Comment

Publicações populares