Powered by Blogger.
RSS

Cabe a Mim

Olá, meus amigos, tudo bem? Peço-vos perdão pela minha ausência no Tubo de Ensaio - Laboratório das Artes... agora, voltei e trago-vos esse soneto... acho que tem um conteúdo reflexivo: um amor não correspondido e um homem "cego" perdoa sua amada. Fiz na sala de aula, enquanto estava sozinho. :D


Cabe a mim preencher o vazio,
Do teu coração imenso e frio,
Cabe a mim o aquecer,
Cabe a mim cuidar de você.

Cabe a mim ver-te me traindo,
Por dentro chorando, por fora sorrindo.
Cabe a mim lhe perdoar,
As vezes que foi outro homem amar.

Cabe a mim a dor infinda,
Dessa estrada comprida,
Que não acaba mais.

Cabe a mim dar-te a paz,
E viver com o ódio;
Cabe a você, me olhar como te olho.

Simon-Poeta

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

4 comments:

Dulce Morais said...

Olá Simon!
Bem-vindo de volta! :)

Cabe a nós ler e apreciar estes belíssimos versos!
Abraço!

Isa Lisboa said...

Obrigada pelo belo soneto, Simon! :)
Abraço

munangi dalino said...

muito obrigado,Deus te abençoe e te desejo bom regresso

Simon Poeta said...

Obrigado, amigos/as! :D

Post a Comment

Publicações populares