Powered by Blogger.
RSS

A Camisola

Ah! Essa menina coberta de pano
De pano de sono de deitar e dormir
De pano curto daqueles que amo
Daqueles que faz a gente sorrir!

Ah! Esse charme todo escondido
Embrulhado com laços de fita
É um presente mais que prometido
E desembrulhada é a visão mais bonita!

Tem aqueles de seda e outros de renda
E muitos que são de puro algodão,
A mulher não sabe, mas espero que entenda,
Que é isso que dá sentido à razão!

Tem do que é totalmente profano
Que pinta de utopia a fantasia da gente,
Mas no fim de tudo o que sobra é só pano
O pano que amo assim simplesmente.

Osny Alves

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

2 comments:

Claudiane Ferreira de Souza da Silva said...

"Ah! Essa menina coberta de pano
De pano de sono de deitar e dormir"

"O pano que amo assim simplesmente"

Seria o corpo a camisola da alma ou vice versa?

Beijos.

Dulce Morais said...

Osny,
No olhar do apaixonado se encontra a beleza do ser amado...
Adorei os seus versos!
Abraço!

Post a Comment

Publicações populares