Powered by Blogger.
RSS

Déjà Vu


Ontem... só por ontem
Resolvi viver o hoje.
Jamais vivi tal dia desse modo:
No modo automático da alma.

Ontem (como eu disse, era hoje)
Sonhei que encontraria algo
Que não me deixaria em paz
Comigo mesmo.

Meu ser exultou;
Estremeci...
Num olhar todo aceso,
E no balançar frenético das mãos,
Percebi que estava prestes a morrer.

Recebi um tiro no peito.
Mas, até hoje estou vivo,
Pois, como já disse, ontem foi hoje...
Daqui há 10 minutos,
Morrerei novamente.

Simon-Poeta

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

1 comments:

Dulce Morais said...

Versos tristes, Simon... fizeram-me pensar na prisão que representa o viver outro momento que o presente a cada instante...
Abraço!

Post a Comment

Publicações populares