Powered by Blogger.
RSS

Ternura que não tem fim...

Tu és aquilo que sei sobre a ternura
na vida
na amargura
do amor ausente...

Quero-te apenas
assim
no abismo da saudade...

Quero-te assim
nas horas de doçura
ternura
que não tem fim...


Manuel Marques (Arroz)

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

3 comments:

Marcilane Santos said...

Que lindo e doce amor! Gostei muito.
Abraços.

Dulce Morais said...

Uma doçura em versos...
Lindo, como sempre, Manuel!

B. said...

A saudade pode ser tanto a nossa melhor amiga, quanto a nossa pior inimiga :/ Lindo!

Post a Comment

Publicações populares