Powered by Blogger.
RSS

Conexão



                                                                Art: Gerrhard Glück

Ah, eu descobri, em tempo, que não basta acordar, é preciso


Catar o prazer matinal e dar um basta na cegueira que impede a emoção entoar novas canções


bular os pensamentos de desânimos e conscientizar que ao pronunciarmos palavras atraímos e movimentamos forças


soluçar os sonhos abandonados e ouvir a sintonia que vem da gratidão.


                                                     BUSCAREI


Olhar as inesperadas nuvens tingindo-as com novas cores sem sabotar seus odores

                                                                                                        

   Claudiane Ferreira




------------------------------------                                                 --------------------------------

Poema de Rami


O ser humano é uma casa de hóspedes.
Toda manhã uma nova chegada.
A alegria, a depressão, a falta de sentido, como visitantes inesperados.
Receba e entretenha a todos, mesmo que seja multidão de dores
que violentamente varre sua casa e tira seus moveis.
Ainda assim trate seus hóspedes honradamente.
Eles podem estar te limpando para um novo prazer.
O pensamento escuro, a vergonha, a malícia, encontre-os à porta rindo
Agradeça a quem vem, porque cada um foi enviado como um guardião do além.


  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

2 comments:

Dulce Morais said...

Clau,
Li a sua prosa e pensei: afinal, de nada importa estar vivo se não se vive!
Somos meros humanos de passagem mas depende de nós fazer que esse intervalo entre o início e o fim conte... para nós, para outrem e para Aquele nos guia...
Gostei muito!
Beijinhos!

Isa Lisboa said...

É verdade, Clau! Não basta acordar, é preciso aproveitar a luz até ao último raio de sol! Uma mensagem inspiradora!
Um beijinho

Post a Comment

Publicações populares