Powered by Blogger.
RSS

Sou Pescador



 
Joguei a rede nesse mar sereno,
busquei desejos incontidos.
Ansiei pescar em malhas finas,
o menor dos viventes.
Não para destruir e sim
para colocar no meu aquário em presença.

Lancei o quanto mais longe podia.
E vi abrir as malhas em flor.
Vagando pelo ar e tocando suavemente,
as águas azuis em reflexo do sol.
E, levemente afundando, desaparecendo.

Sou um Pescador de momentos.
As malhas entrelaçadas são mentais.
O ser vivente nada dentro de mim.
A água azul mata meu desejo.

Sou Pescador e no arrasto e recolhimento,
junto vem uma sereia/mulher.
E minha mente formaliza
a mais pura e imaginável conquista;
em ter pescado você e colocado no aquário

Dentro de mim

mochiaro

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

5 comments:

Dulce Morais said...

Que maravilhosa pesca, Mochiaro!
Imagino a entrega voluntária da sereia nas redes assim lançadas pelo poeta...
Adorei!
Abraço!

Claudiane Ferreira de Souza da Silva said...

Me senti muito confortável presa nessa rede poética.
Abraços.

mochiaro said...

obrigado minhas deusas Dulce e Claudiane

Isa Lisboa said...

Algumas malhas merecem que as sereias se deixem apanhar por elas :)
Um abraço, Mochiaro

mochiaro said...

A ti querida Isa guardarei esse carinho no meu aquário interior
beijos

Post a Comment

Publicações populares