Powered by Blogger.
RSS

Brasil e Camarões

Havia algo de supra-sensorial no confronto entre Brasil e Camarões;
era o continente sul-americano
compartilhando o campo com suas raízes africanas,
na festividade do esporte,
reparando a história.

A fraternidade abria as portas ao ofendido
 na capital do ofensor.

Oportunidade única.

Diante das luzes do planeta
poderia desfilar,
de parte a parte,
o jogo limpo,
o exemplo da dignidade, 
de lisura.

Mas assim não foi.
Assim não merecemos
e assim não percebemos
porque ainda estamos habituados à agressão.

A arena,
o gládio
e a bola

a que chamamos futebol.

Eis tudo.

Gilberto de Almeida
23/06/2014


  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

2 comments:

Claudiane Ferreira de Souza da Silva said...

A oportunidade perdida e esse poema a balançar .
Abraços

Gilberto de Almeida said...

Outras virão, Claudiane. Daqui para frente, as chances se multiplicarão, tenho certeza. Obrigado por comentar.

Post a Comment

Publicações populares