Powered by Blogger.
RSS

Presente singelo



O Amor de Deus vem cantar
no teu jeito, no teu sorriso...
Também, na brisa, no mar,
e em tudo aquilo em que é preciso.

O Amor de Deus, na ternura
no afeto, na luz e na graça,
existe na vida mais dura,
existe, aconchega e abraça.

O Amor de Deus brilha tanto,
que está na dor, no sofrimento,
na alegria e no pranto,
soprando incessante alento.

O Amor de Deus é tão forte
que nos cega, porque, pequenos,
vivemos queixando da sorte
e desse Amor, que nós não vemos.

Mas, mesmo assim, se revela
a seu momento, em toda prece,
e vai se inscrevendo na tela
do coração que o reconhece.

E vai envolvendo a alma...
Depois, o enxergamos, disperso,
com Sua presença calma,
em todos os cantos do universo.

O Amor de Deus é começo,
meio e fim, completamente...
E, por esse Amor, eu te ofereço
estes versos, de presente.

Gilberto de Almeida
18/07/2014


  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

6 comments:

E.P. GHERAMER said...

Perfeito, Gilberto. Nada a acrescentar à perfeição de Deus.
Parabéns e um grande abraço!

Claudiane Ferreira de Souza da Silva said...

Gilberto, fez bem em reiterar que o amor de Deus toca em tudo que é preciso e que mesmo na dor, sofrimento e pranto Ele nos sopra alento.

Taí um presente inefável.

Abraços.

Isa Lisboa said...

Lindo, Gilberto! :)

Gilberto de Almeida said...

Obrigado, amigos! O amor de Deus é sempre presente.

Sun Torres said...

Excelente poema Gilberto!
Parabéns, eu gostei muto.
Um excelente domingo! :)

Maristela Ormond said...

Muito bonito mesmooooo!

Post a Comment

Publicações populares