Powered by Blogger.
RSS

Meia história

Autor não identificado

Foi coruja
Abria os olhos à noite
Ouvia os sons do silêncio
Da lua e das estrelas
Dos entes encantados
Com elas dançava a valsa



De dia acordava tulipa
O orvalho sobre as folhas
Refrescava-lhe as pálpebras
Ensonadas da noite
Ouvia agora as cores, o sol
A vida a desabrochar 



Meio século volvido
É noite e é dia 
Aquece-se no manto da sabedoria
Dos momentos vividos
Espreguiça-se nas pétalas da beleza
Intemporal



Parabéns, Claudiane! Que a sua história seja cada vez mais bonita!

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

2 comments:

Claudiane Ferreira de Souza da Silva said...

Isa, carinhos como esse me faz querer viver mais meio século.
Obrigada por ter entrado na minha história e fazer parte do meu crescimento...
Beijos


Isa Lisboa said...

Feliz poder acompanhar um pouco dessa história, Clau, mesmo com tanta distãncia :) Beijinhos

Post a Comment

Publicações populares