Powered by Blogger.
RSS

Você me escreve

Como uma página de livro
Você me escreve, é a caneta
E eu obediente papel... 

Você me decora, com sua tinta
Bela, com seu batom vermelho
Faz do meu rosto aquarela...

Você me liberta, nas minhas assas
Você é o vento... Você encena,
Não pode ser tão bela e real...

Mora em você, bem no cerne da sua alma
Todas as verdades que esqueço 
De dizer... Você é serena... é feita de cristal,
Meus olhos são para você iridescente material...


  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

1 comments:

Eduardo Aleixo said...

Poema leve. Asas de papel. Com tinta irreal, que pinta, rigorosamente, o mundo ideal Tal e qual.

Post a Comment

Publicações populares