Powered by Blogger.
RSS

Além da distância









 Senti o ar que soprava/ ao mesmo tempo avistei sob o meu telhado uma nuvem

 estava descolorida e tentava se esconder.

 No intuito animal fechei os olhos / fiz um leve esforço para  esquecer.

 Tum - tum - tum

 ao ouvir  meu coração/ lembrei-me de uma passagem de um livro

 "E se eu estiver sozinho na cama,chegarei até a janela, olharei o céu e terei certeza de que  a solidão é uma mentira - O universo me acompanha."

 Resolvi abrir meus órgãos da visão/  determinada a reaprender  olhar aquela nuvem

 fiquei surpresa pois não era uma nuvem / somente saudade mudando de cor.

 Ao jogar um beijo / estremeci /

 levantei  já estava tarde...  urgia  transmitir minha luz


Claudiane Ferreira


  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

8 comments:

Paulo Poeta said...

"somente a saudade mudando de cor". Muito lindo!

Marco Tisi said...

Muito Bonito !!!!!!!!!!!!!!

Cristiane Vilarinho said...

Simplesmente lindo demais!
Parabéns Claudiane, por toda emoção que passa em seus versos..
Você é uma pessoa sensível e linda!

compassolento said...

Muito bom, Claudiane. Parabéns!

Nilson Barcelli said...

Adorei o teu texto.
É magnífico, encantas-me sempre com as tuas palavras.
Boa semana, querida amiga Claudiane.
Beijo.

Isa Lisboa said...

Que lindo, Clau! Com tantos significados e significâncias a ler aqui! :)

Claudiane Ferreira de Souza da Silva said...

Paulo, Marco, Cristiane,Adriano, Nilson e Isa, receber elogios vindo de feras como vocês, enchem-me de felicidade e gratidão.
Beijos no coração de todos!

Dulce Morais said...

Ah, como ela muda... até pode fazer um arco-íris!
O seu coração é lindo, Clau!
Imenso abraço!

Post a Comment

Publicações populares