Powered by Blogger.
RSS

Declaração do amor utópico

Imagem Web 
Amar-te-ei todos os dias
Amar-te-ei todas as noites
Amar-te-ei quando acordares
E quando voltares ao sonho...
Amar-te-ei  até quando não penses
Em amor...
Amar-te-ei teu jeito de olhar
E teu jeito de ser...
Amar-te-ei nas cartas que escrevo
E nas flores que te dão meus pensamentos...
Amar-te-ei nas juras
E nos momentos que pensas que há esquecimento
Amar-te-ei nas noites de plenilúnio
E nas noites de solidão.
Amar-te-ei perdidamente...
Amar-te-ei olhando para o nada
Ou admirando a sombra tua.
Amar-te-ei quando devo
E quando não deveria...
Amar-te-ei no silêncio gritante
E no brado silente...
Amar-te-ei nos dias de inverno
E nas noites quentes.
Amar-te-ei nas loucuras
Ou nas sinas normais.
Amar-te-ei em todas as linhas
Amar-te-ei nas próclises, mesóclises,
Ênclises e nos meus erros de português.
Amar-te-ei em inglês, francês e em latim...
Até quando dormir... Amar-te-ei...

Josué Brito

Em breve novo livro, "À Amanda, Sonhos de um poeta"

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

0 comments:

Post a Comment

Publicações populares