Powered by Blogger.
RSS

Escrever-te

Foto: Remember me by Alex Cruceru

Não consigo escrever-te
Até que venhas
Não consigo escrever-te.
Sei-te
Sei os teus olhos
E a tua voz
E a tua mão na minha
A tua pele
Oh, a tua pele colada
Em mim
Os teus lábios, o sabor deles
A levarem-me para lá
Para fora de mim
Os teus lábios.
Sei tudo.
Sei-te todo.
Mas não consigo escrever-te.
Até que venhas.

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

4 comments:

Claudiane Ferreira de Souza da Silva said...

Nem poderia não é mesmo?
Seria ilusão!
Beijos.

Isa Lisboa said...

E não há quem viva delas? ;)
Obrigada pela leitura, Clau! Um beijinho

Gilberto de Almeida said...

Gostei muito, Isa. "Saber" alguém... Bela expressão poética!

Maristela Ormond said...

Escrever-te ao vivo,ler o olhar, sentir as mãos, conhecer o toque... Essa é a leitura Isa,realmente "saber" alguém.

Post a Comment

Publicações populares