Powered by Blogger.
RSS

Tatuagem do bem




                                                             
                                                                     Imagem Web




 Trouxe uma flor amarela
 Sem saber, atraí uma aquarela
 Que  pintou o  meu riso no sorriso dela
 Embaralhamo-nos.

 Veio o vento. Levou o cigano e  a flor.
 Kyra, não viu. Pressentiu! Banhava-se no mar.

  
Qual a cor, que verso fazia,
se a rima no início era de pura magia?
Uma incógnita ainda há ser desvendada
No verde, esperança dos dias!

Aquarela descoloriu-se. Pintura salgada.
Debruço-me nas linhas escritas em meu coração,
Alento é saber que a tatuagem ninguém roubará,nem o tempo.

Claudiane Ferreira



                        "Para aonde vai uma canção depois do acorde final?
                                                                                                                                    Vander Lee
                                                                      

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

3 comments:

Cristiane Vilarinho said...

Que bela poesia!
Parabéns querida por sua sensibilidade!
<3

compassolento said...

Claudiane, gostei muito do seu poema. Melhor ainda acompanhado do nosso maravilhoso Vander Lee.
Parabéns!

Isa Lisboa said...

Vale sempre a pena oferecer uma flor! ;)
Beijinhos

Post a Comment

Publicações populares