Powered by Blogger.
RSS

Prelúdio do amor incessante


Prelúdio do amor incessante
Eu te procuro nas formas, nas brisas
E nas estrelas... quando te encontro
Vestida em uma nova fantasia, mais
Uma vez te amo como se tivesse
Te descobrido agora...
Enquanto caminho ainda te buscando,
Te adoro em profunda verve de palavras,
Imagino tuas faces alvas e o encantar
De teus cabelos, cubro-me com o som
De tua voz adocicada que me enche
De vontade de te eternizar nos versos...
Quando surges ventania, o coração
Encontra em ti galardão para um
Amor tão incessante que surgiu
Como cometa envolvido de luz,
A procura dos braços teus...
Nas noites vazias tu ocupas fulgurante,
Entrando pelas janelas abertas
Tornas o instante colossal... e quando
Falas com a voz suave que tens, sonho a noite,
Eternizando o sorriso que exorna a face...
Como posso, se é incessante, conseguir
Viver sem ti? Em todos pensamentos
Busco-te e encontro... numa aquarela
Da qual quero eu em prelúdio apaixonado
Ser o honrado autor...
Josué Brito

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

1 comments:

Claudiane Ferreira de Souza da Silva said...

"Eu te procuro nas formas, nas brisas
E nas estrelas... quando te encontro
Vestida em uma nova fantasia, mais
Uma vez te amo como se tivesse
Te descobrido agora. "

E assim segue a trajetória dos apaixonados metafóricos.

Josué, muito bom.

Post a Comment

Publicações populares