Powered by Blogger.
RSS

A solidão que o tempo vai deixando...

Aprisionada dentro do meu peito
a minha saudade  tem um mar de recordações
desde que nos separamos o tempo nunca mais parou...


Mas não importa o tempo que nos separa
há um  (a)mar que nos une
que importa o despertar
se na tua saudade
eu sinto o sabor salgado
da água dos teus olhos!


Contigo sonho e sofro
vives em mim
corres-me nas veias...


Manuel Marques (Arroz)

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

3 comments:

Dulce Morais said...

Manuel,
Como sempre, sabes expressar o mais profundo sentimento de amor genuíno...
Obrigada por esta ligeireza.
Abraço!

manuel marques Arroz said...

Dulce o meu muito obrigado pelas tuas sensíveis palavras,Beijo.

Claudiane Ferreira de Souza da Silva said...

"Vives em mim corre-me nas veias"
Naveguei no mar de recordação filial.
Abraço.

Post a Comment

Publicações populares