Powered by Blogger.
RSS

... Depois a calma do amor

Imagem da Web

São dois prá lá, dois prá cá,
você sussurrava no meu ouvido,
meu rosto colado no teu,
entrelaçados, nossos dedos,
com força de desejo,
meu corpo e o corpo seu,
num procurar louco de paixão,
meu e teu o anseio
na ânsia de se tocar;
as mãos entrelaçadas
ao longo do corpo de nós,
a outra, minha, em suas costas,
a outra, sua, em minha nuca,
corpo meu, inteiro, no
corpo teu, inteiro,
apenas o movimento
que a musica faz existir,
nosso pensamento, são
sentidos por nós dois;
um prá lá,
um prá cá,
tão lentamente,
tão suavemente,
que mal  nos percebíamos,
apenas nos sentíamos;
(o mundo à volta...?)
meu corpo inteiro,
cada pelo meu,
cada centímetro de
minha pele
podia sentir
cada milímetro da tua;
cada respirar que o peito
consegue suportar, é
intenso, carregado de mim
e do meu desejo e
eu sou inteiro
em cada uma delas,
sem me repartir;
meus lábios e minha
boca próximos,
colados em tua orelha,
te repassava essa sensação
minha, do meu respirar;
é uma sensação única
essa de querer e
ser querido,
respirar o cheiro de
você,
me entregar sem
medo,
te possuir sem
receio teu;
tudo é mais que um,
só o momento é único,
só o sentir é o mesmo;
então,
olho no olho,
boca na boca,
língua na língua,
ela
e ele, gozo
no gozo,

prazer em UM!

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

4 comments:

Claudiane Ferreira de Souza da Silva said...

E quando dois se torna um, em uma esfera além da carnal o produto é inarrável.
Abraço.

Dulce Morais said...

Um ritmo intenso e perfeito, Ronaldo!
Adorei!

Ronaldo Savazoni said...

Claudiane, espero que você esteja bem. Concordo com você, embora tenha para comigo que, o corpo é essencial para partilhar à alma o seu encanto e ensiná-la o quão prazeroso é esse encontro de dois em um.

Ronaldo Savazoni said...

Dulce, renovado prazer te encontrar na leitura do meu texto e se comprazer com isso. Fico muito feliz. Abraços.

Post a Comment

Publicações populares