Powered by Blogger.
RSS

Quando a luz me falta...

Imagem Web
Quando a luz me falta,
quando a escuridão é total em volta de mim,
mesmo de olhos abertos eu não tenho a percepção
do mundo que me cerca;
os contornos dos objetos, suas formas e dimensões,
tudo isso me foge ao meu perceber;
nenhuma cor me é concedido vislumbrar,
me perco no meu próprio mundo,
no meu próprio Universo.
Não consigo me distinguir das coisas
e nem as coisas de mim mesmo;
me desfaço nas sombras da escuridão,
eu sou nada e ninguém a um só e mesmo tempo;
me sinto apenas, mas não sei se sou.
Percebo-me existindo, ainda, porque me penso
o que sou ali, naquele instante,
só, diante da ausência total de luz.
Apalpo os objetos que estão ao meu alcance,
(sequer me atrevo a dar alguns passos... ir para onde?)
consigo, aos poucos, recordá-los em minha mente;
consigo, aos poucos, dar-lhes as formas que
minha memória guardou de cada um;
tento dar-lhes a cor que os distinguia em meio
ao seu próprio Universo multicolorido, mas em vão,
não consigo pensar em cores.
De repente, então, um pensamento claro, nítido,
assustador em meio a esta escuridão momentânea
de mim e do espaço em que estou:
“E se não houvesse Sol?”
“E se não houvesse a luz do Sol aqui onde eu moro?”
“Que seriam das minhas crenças na existência do ser?”
“Que seriam as flores, as árvores, os animais, os seres todos, enfim, que seriam?”
“Que seria da minha crença na existência de Deus?”
Mas, há o Sol sim, lá fora, me fazendo crer cada vez mais
que tudo o que ele me faz ver e sentir nas formas e nas cores é o invisível.
É a Presença D’Ele.
É um Amor imenso e incondicional a cuidar de nós,
da nossa vida,
da nossa existência!

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

0 comments:

Post a Comment

Publicações populares