Powered by Blogger.
RSS

Há uma luz que ilumina o meu caminho

Imagem Web

Há uma luz que ilumina o meu caminho, uma luz que ilumina os caminhos de todos nós, de cada um de nós. Luz que clareia e que norteia os meus pensamentos e as minhas atitudes, os pensamentos e atitudes de todos nós, de cada um de nós.
Sei que Te amo em todas as coisas que existem entre o Céu e a Terra e sei que sou amado por Ti e sei com toda certeza porque tenho olhos de ver e sentidos de sentir e ouvidos de escutar.
Pois, quando olho, sinto e ouço, o entorno de mim é a verdadeira expressão da vida e o que vejo, sinto e ouço são todas as coisas que o homem não possui controle sobre sua existência. São coisas que assoberbam o meu entendimento e compreensão  pois que lhes sinto a vida em exuberância e de forma independente, sem que meu esforço, o esforço de qualquer homem, fosse necessário, não somente à sua existência , mas, principalmente, à sua manutenção.
A Natureza com toda a diversidade de vida que abriga, sempre que lhe presto atenção, ela me diz da desigualdade e da beleza que há na desigualdade. E da harmonia que é possível e existente entre os desiguais. Desde então, eu nunca mais me preocupei com a igualdade entre os seres viventes. Desde então, o único valor que tem gerado o meu discernimento é a harmonia. É o estar em harmonia.
Já não mais me preocupa a perfeição, porque quando sinto as coisas à minha volta, com os meus sentidos, o que percebo, nitidamente, claramente, é o movimento. Movimento que provoca e que faz mudar, que faz adaptar, que faz transcender.
Movimento que transforma a semente em flor.
Movimento que transforma a semente em árvore.
Movimento que transforma o broto da fruta na própria fruta.
Movimento que dá ao pássaro o poder de voar.
Movimento que dá aos meus passos o sentido de caminhar, de ir e vir.
Movimento que faz o meu espírito ser ou não ser. De existir com verdade ou ser uma mentira apenas existindo.
O movimento e o tempo de existir são imperfeitos porque a única coisa que lhes importa, é ser o que são enquanto existem.
A ausência do movimento é a perfeição porque tudo que é perfeito não pode mudar e não pode transformar e não pode transcender. Não pode jamais, em tempo algum, ser outra coisa diferente daquilo que já é. Não pode viver.
Não.
Não me falem de perfeição.
Eu quero a vida.
Eu quero a transformação.
Eu quero a mudança.
Eu quero a transcendência.
Eu quero o movimento e o tempo.
Eu quero a eternidade para ser cada vez melhor.

E sentir o prazer sempre renovado de estar sempre caminhando em Tua direção.

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

4 comments:

Claudiane Ferreira de Souza da Silva said...

Senti a pulsação de cada palavra desta prosa poética .

"E da harmonia que é possível e existente entre os desiguais. "

Sobre a frase destacada essa harmonia é possível através de um gesto "respeito".
Abraço.

Ronaldo Savazoni said...

Perfeito, Claudiane, o teu entendimento. Talvez possa se acrescentar ou pedir que venha em primeiro plano, consciência, porque eu creio que é através dela que se o adquire . Abraço.

Isa Lisboa said...

Uma oração! :)

Ronaldo Savazoni said...

Obrigado pelo seu comentário Isa...me faz um bem enorme!

Post a Comment

Publicações populares