Powered by Blogger.
RSS

UM DIA NA ETERNIDADE



Um dia quando já for tarde...

E a Terra tiver dado milhares de voltas,
Ao redor do seu eixo e em torno do Sol,
Dando a impressão que um tempo precioso se foi,
Parecendo um líquido que nos escapa das mãos,
Deixando o nosso olhar perdido, sem acreditar...

Quando esse dia chegar!
E o tempo tiver enfim se ido...
Ficando só a magia das recordações,
Os momentos filmados nos mínimos detalhes,
Como num imenso disco compacto guardados.

Um dia quando o planeta Terra,
For só uma imagem meio apagada,
Nas nossas recordações...
E como uma corrente de elos incontáveis,
O passado se apresentar na nossa frente,
Lembrando um amontoado de séculos,
Vividos entre alguns mundos.
Lembraremos do planeta Terra,
Com saudades de uma parte da nossa infância.

Porém num futuro ainda desconhecido,
Depois de termos percorrido as estradas,
Que ligam os mundos dentro do universo...
Olharemos em frente e lá estará ela,
A eternidade, eterna a nos esperar...
Para de mãos dadas continuarmos,
Os nossos passeios pelos oceanos siderais,
Conhecendo novas estrelas e galáxias,

Ilhas de vida em meio à fonte inesgotável da vida!



                          DJALMA           05/04/08

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

3 comments:

Dulce Morais said...

Djalma,
Dizem que é preciso viver o presente, recordar o passado sem desejar voltar atrás, esperar o futuro sem prever cada passo... :)
Gostei muito dos seus versos!
Abraço!

DJALMA SOARES said...

Obrigado minha já amiga Dulce, como não tenho dúvidas de que sou eterno, o passado me dá as ferramentas que preciso para fazer do meu futuro cada instante do meu presente!

DJALMA SOARES said...

Obrigado minha já amiga Dulce, como não tenho dúvidas de que sou eterno, o passado me dá as ferramentas que preciso para fazer do meu futuro cada instante do meu presente!

Post a Comment

Publicações populares