Powered by Blogger.
RSS

ESTAVA REGANDO O JARDIM...


Estava regando jardim
E você vinha caminhando pela calçada
Vi e mirei no vestido contornando o seu corpo
Penetrei maldosamente por entre os fios de seda
Solto no balanço provocante do vai e vem

Eu estava regando o jardim...
E nas flores encharcadas
Uma rosa invejou de ver outra rosa passante
Em botão aberto nos raios do sol

Eu estava regando o jardim...
E pensei...
Se posso desfolhar essa rosa molhada
Porque não posso atingir esse botão frente a frente

Eu estava regando o jardim..
E desviei a mangueira e molhei você todinha
E na água a correr por todo o seu ser
Eu pude ver o quanto mais belo é uma rosa molhada

E sem, desfolhar suas pétalas
Eu vi tudinho o que dentro de você escondia
Nas marcas e no contorno da peça...
Da mesma cor que o seu cabelo tinturou
Pretinha...

Eu estava regando o jardim...

mochiaro

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

5 comments:

hbsaquarema said...

".....flores e suas cores....nos pingos da chuva....desnudam amores....
...."
(hbsaquarema)

Dulce Morais said...

Mochiaro,
Há muitos jardins a regar... e belezas escondidas atrás de lindos trajes :)
Gostei da sensualidade dos seus versos!
Abraço!

Claudiane Ferreira de Souza da Silva said...

Mochiaro, gostei dos versos calientes.
Abraço.

Maristela Ormond said...

Uauuuu adorei e acompanhei a sensualidade da rosa.

mochiaro said...

Obrigado
Hbsaquarema por gotejar ainda mais com a pureza da chuva
Dulce de fato nas escondidas sementes germinam valores
Claudiane o calor do seu comentário envermelhou mais a rosa
Maristela uma rosa sem espinhos... uma rosa mulher

Post a Comment

Publicações populares