Powered by Blogger.
RSS

A MINHA ALMA


A minha alma,
A minha face verdadeira,
Eu sou o culpado de ser assim!

Tu és só minha e eu só teu...
Descobri que sou apaixonado,
Afinal só eu sou teu e só tu és minha...
Podemos juntos sermos muitos,
Mas sempre um só,
Para sempre...

Sinto saudades de um “eu” diferente,
Mais capaz completo e inteligente.
Recordo vagamente outra existência,
Onde eu era livre e quase nada me prendia...
Conheci e vivi em maravilhosos lugares,
Deixei amigos verdadeiros por lá.
Precisei fazer uma viajem a um país distante,
Onde nada é parecido para mim...

Chateia-me a falta de moral que neste impera...
Precisei vir, mas sei que não vou demorar muito.
Deixei uma vida lá, inclusive felicidade...
Vim trabalhar no aperfeiçoamento da minha Alma,
Uma dorzinha de vez em quando é suportável,
Para quem é eterno, mesmo quando dividido...

Ao nascer aqui a minha parte principal se escondeu,
Deixou-me, para que eu pudesse comprovar,
A minha capacidade de seguir às leis...
Quando durmo reencontro o meu eu,
Porém neste corpo material não é possível recordar...
Sou obrigado a ser meio alguma coisa de novo.

Aqui os prazeres são distintos,
Estão muito ligados às paixões dos animais...
Cada um luta pelos seus interesses,
Que dificilmente tem a ver com o bem dos outros.

Inclusive aqui o meu nome também tem alma,
Deve ser para lembrar mais dela e, não errar...
A companheira da minha vida é também,
A razão da minha existência!

Alma que sonha, deseja e eu realizo...
Quando voltarmos a ser um novamente,
Será bem melhor, volto feliz sem dúvida.
Eu até sofro por ela, mas ela reconhece...

Interessante é entender como é gratificante sofrer,
Por um grande amor assim...



                         DJALMA           13/03/08



  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

2 comments:

Claudiane Ferreira de Souza da Silva said...

Não tem como não se encantar... "Uma dorzinha de vez em quando é suportável,
Para quem é eterno, mesmo quando dividido..."

Parabéns!

Dulce Morais said...

Tanto sentir nos seus versos, Djalma!

Post a Comment

Publicações populares